ADEGAMÃE LANÇA COLHEITA 2013 DO SEU VINHO REFERÊNCIA: O DORY BRANCO

–       Adega de Torres Vedras volta a apostar no perfil que funde as características da região e tornou este vinho uma referência no seu segmento.

 

Torres Vedras, 20 de Julho de 2013

A AdegaMãe acaba de lançar no mercado a nova colheita do vinho que, após a inauguração da casa de Torres Vedras, em 2011, se assumiu desde logo como o rosto do projecto. Aí está o novo Dory Branco, nascido na colheita 2013 e que volta a apostar no blend Arinto, Viognier e Fernão Pires, mantendo o seu perfil e fundindo da melhor forma as características das castas nacionais, a influência atlântica e a personalidade do Viognier.

O resultado é mais um vinho emblemático, que realiza o objectivo primeiro da equipa de enologia da AdegaMãe: vinhos de qualidade, únicos, espelho da região e acessíveis aos consumidores. Por isso este vinho se assumiu prontamente como uma referência consensual ente os consumidores, constituindo uma opção segura, nomeadamente para os meses em que a frescura dos brancos se impõe como decisiva.

“Mantemos o perfil, pela excelência das castas e pelo consenso que o vinho tem tido. O Fernão Pires expressa-se de forma extraordinária na nossa região, juntamente com o Arinto e o Viognier, pelo que chegamos à terceira geração de um vinho interessantíssimo: notas de fruta e flores, mas com uma acidez e frescura que o equilibram muito bem. Neste segmento, talvez estejamos perante um dos melhores vinhos brancos do país”, explica o responsável de enologia da AdegaMãe, Diogo Lopes. 

O Dory Colheita Branco 2013 é produzido em solos argilo-calcários e tem um preço referência recomendado de 4 euros.

 

Notas de prova

Aroma intenso, com notas tropicais, vegetais e ligeira mineralidade. Na boca é fresco, atlântico e vibrante.

 

Sobre a AdegaMãe

A AdegaMãe, inaugurada em 2011, resulta  do investimento do Grupo Riberalves numa nova área de negócio e surge como uma homenagem da família Alves à sua matriarca, Manuela Alves. O conceito de “Mãe” é a inspiração para um espaço de nascimento, de criação, no qual se pretende potenciar as melhores uvas e fazer nascer os melhores vinhos. Localizada no Concelho de Torres e vocacionada para a produção de vinhos com características muito próprias, graças à proximidade do mar e influência do Clima Atlântico, a AdegaMãe é, igualmente, uma referência para o enoturismo da Região de Lisboa, destacando-se pela arquitectura exclusiva e por todas as actividades desenvolvidas em torno da vinha e do vinho. Sendo uma empresa do Grupo Riberalves, a marca Dory (inspirada nos Dóris, embarcações antigamente utilizadas pelos portugueses na pesca do bacalhau)  representa a principal gama de vinhos comercializados. A exportação assume 60 por cento do volume de vendas.