Aldeias Históricas de Portugal promovem “um destino que são 12” na INTUR

De 21 a 24 de novembro, as Aldeias Históricas de Portugal vão marcar presença na maior Feira Internacional de Turismo de Interior na Península Ibérica, a INTUR, que decorre em Valladolid. É a primeira participação oficial, depois de a Grande Rota das Aldeias Históricas de Portugal (GR22) se ter tornado a maior rota europeia com selo Leading Quality Trails, atribuído pela European Ramblers Association (Associação Europeia de Caminhada).

Data: 19/11/19

Turismo Ibérico de Interior é o tema em destaque na 23.ª edição da INTUR, a Feira Internacional de Turismo de Interior, que acontece de 21 a 24 de novembro em Valladolid, Espanha. Localizadas no interior da região Centro de Portugal, a apenas 100 km de Salamanca e 300 km de Madrid, as Aldeias Históricas de Portugal foram destacadas como produto turístico capaz de alavancar o turismo ibérico, durante o VI Congresso Europeu de Turismo Rural, que aconteceu em maio deste ano, no território daquelas 12 aldeias. Assim, não podiam deixar de estar presentes na INTUR.

A participação das Aldeias Históricas de Portugal na Feira Internacional de Turismo de Interior está ainda em linha com o objetivo estratégico de internacionalização do destino, especialmente no mercado de proximidade – como é o caso de Espanha -, no qual já se sente uma franca familiarização com este destino. As Aldeias Históricas de Portugal promovem “um destino que são 12” com um stand próprio com cerca de 18m2, naquela que será a primeira participação oficial, depois de a Grande Rota das Aldeias Históricas de Portugal (GR22) se ter tornado a maior rota europeia com selo Leading Quality Trails, atribuído pela European Ramblers Association (Associação Europeia de Caminhada).

Além da área de exposição, a INTUR inclui ainda uma área de negócios, destinada a profissionais da área do turismo, operadores turísticos e agências de viagens internacionais, onde as Aldeias Históricas de Portugal também irão marcar presença, com reuniões para apresentação do destino e dos produtos turísticos dos seus associados. A INTUR Negócios decorre nos dias 21 e 22 de novembro, das 9h30 às 14h30.

A Associação de Desenvolvimento Turístico Aldeias Históricas de Portugal conta com o apoio do Centro 2020, Portugal 2020 e Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, através do Programa de Valorização Económica de Recursos Endógenos (PROVERE).

Sobre a Rede das Aldeias Históricas de Portugal:

Perdidas entre montes e vales da verdejante paisagem do interior de Portugal, repletas de lendas e castelos, sabores e tradições, há 12 singelas aldeias onde apetece perdermo-nos, para nunca mais nos encontrarmos. Almeida, Belmonte, Castelo Mendo, Castelo Novo, Castelo Rodrigo, Idanha-a-Velha, Linhares da Beira, Marialva, Monsanto, Piódão, Sortelha e Trancoso: as Aldeias Históricas de Portugal, um destino que são 12, são paraísos escondidos que nos levam numa viagem ao tempo de reis e rainhas, épicas e infinitas batalhas que escreveram a História como a conhecemos hoje. Viajar até às Aldeias Históricas de Portugal é, assim, descobrir a História de um país de temerários conquistadores, através das pedras das suas calçadas e das suas frondosas muralhas e castelos, orgulhosa e imponentemente erguidos. É, ainda, a garantia de momentos inesquecíveis de lazer, aventura e descoberta, temperados com os inigualáveis aromas e sabores da região, que compõem a sua típica gastronomia. No território das Aldeias Históricas de Portugal há um sem fim de trilhos para caminhadas e percursos de bicicleta e BTT – como a Grande Rota 22 (GR), a maior rota de Walking & Cycling em Portugal, com cerca de 600 km. As Aldeias Históricas de Portugal são o primeiro destino em rede – à escala mundial –, e o primeiro destino nacional a receber a certificação BIOSPHERE DESTINATION.