CARLOS SOUSA SEGURA LUGAR ENTRE OS 10 PRIMEIROS NO FINAL DA ETAPA MARATONA

Sem ter ainda conseguido resolver em definitivo os problemas de suspensão no ASX Racing que atormentam a equipa desde a chegada do rali ao Chile, a dupla portuguesa da Mitsubishi Brasil completou hoje a segunda parte da Etapa Maratona com o 10º melhor tempo do dia, mantendo o 9º lugar da classificação geral. Amanhã cumpre-se o dia de descanso em Iquique

Com partida no famoso Salar de Uyuini – o maior deserto de sal do mundo –, a segunda parte da Etapa Maratona trouxe os concorrentes de volta a Iquique, no Chile, onde amanhã é cumprido o dia de descanso para as categorias auto e camiões.

A despedida da Bolívia fez-se de acelerador a fundo, ao longo de 150 km em estrada lisa, a mais de 3.800 metros de altitude! Após um troço mais técnico, em pistas montanhosas, seguiu-se uma neutralização de 274 km (com velocidades controladas), para a passagem da caravana pela Reserva Natural do Tamarugal. Já perto da chegada e com o cronómetro novamente a funcionar, os concorrentes tiveram ainda de abordar 38 km de dunas e a vertiginosa descida para Iquique.

“Foi um dia longo, mas relativamente tranquilo, já que não tivemos as surpresas da véspera, quando a chuva e a lama nos obrigaram a três paragens na pista para limpar o para-brisas do carro. Pelo contrário, hoje encontrámos muito calor no regresso ao Chile e o físico já se começa a ressentir após uma semana de corrida. Amanhã é finalmente o dia de descanso e a prioridade é tentar encontrar uma solução para os problemas de suspensão que nos tem atormentado desde há quatro dias… Sem esse problema, acredito que poderíamos estar a discutir um lutar entre os seis primeiros, que era o nosso grande objetivo e uma meta perfeitamente realista para o potencial que este carro já demonstrou”, resumiu o piloto português, que hoje rubricou o 10º melhor tempo na especial, mantendo o 9º posto da geral.

“Temos cá uma equipa de técnicos só para trabalhar nas suspensões. Espero que nos facilitem a vida a para segunda metade do rali. Veremos o que será ainda possível fazer daqui para a frente, embora admita que já não será muito fácil evoluir em termos de classificação. Mas vamos dar o nosso melhor e esperar por qualquer surpresa até final”, prometeu Carlos Sousa, que continuará a ter em pista a preciosa ajuda dos colegas de equipa, Guilherme Spinelli e Youssef Haddad.

 

CLASSIFICAÇÃO – ETAPA 8

1º Alrajhi/Gottschalk (Toyota), 3h26m49s

2º Terranova/Graue (MINI), +1m12s

3º Al-Attiyah/Baumel (MINI), +2m36s

4º De Villiers/Von Zitzewitz (Toyota), + 2m49s

5º Holowczyc/Panseri (MINI), + 3m12s

(…)

10º SOUSA/FIUZA (Mitsubishi), + 11m17s

11º SPINELLI/HADDAD (Mitsubishi), + 12m52s

 

GERAL – APÓS ETAPA 8

1º Al-Attiyah/Baumel (MINI), 26h41m15s

2º De Villiers/Von Zitzewitz (Toyota), + 8m27s

3º Alrajhi/Gottschalk (Toyota), +18m40s

4º Holowczyc/Panseri (MINI), + 54m38s

5º Ten Brinke/Colsoul (Toyota), + 1h22m52s

(…)

9º SOUSA/FIUZA (Mitsubishi) + 2h07m39s

15º SPINELLI/HADDAD (Mitsubishi), + 4h24m41s