COM RECURSO A MÉTODOS E A TECNOLOGIA INOVADORA, FINTECH PORTUGUESA VALUINGTOOLS AVALIA EMPRESAS NUM PRAZO DE 48 HORAS

Quanto é que vale a minha empresa ou negócio? Há algum empresário que nunca tenha
colocado essa questão a si mesmo, independentemente de estar (ou não) vendedor do seu
negócio? Sustentada numa equipa especialista em avaliações de empresas, mas também em
processos e tecnologia inovadora, a ValuingTools compromete-se a responder à pergunta em
apenas 48 horas e por uma fração do preço de mercado.

Fundada por sócios de diferentes áreas, a ValuingTools é uma fintech, uma empresa de inovação
no setor financeira, especializada em avaliação de empresas e negócios. Com capital 100 por
cento nacional e uma equipa constituída por profissionais certificados, está presente não apenas
em Portugal, mas também nos Estados Unidos da América, Reino Unido, Emiratos Árabes
Unidos, Austrália, Brasil e Canadá
Até hoje, a avaliação de uma empresa obedecia a um processo moroso que se estendia por
vários meses, que só era realizado pelas grandes consultoras e que era extremamente oneroso
para a maioria das empresas. Com recurso a processos e a tecnologia inovadora, a ValuingTools
compromete-se a fazer uma avaliação de qualquer empresa ou negócio – independentemente
do sector de atividade e da dimensão – no prazo de 48 horas e por um preço a partir de 1.200€.
Até hoje, uma avaliação de uma empresa demorava, em média, entre três e seis semanas, com
um orçamento dificilmente inferior aos 10 mil euros.
A ValuingTools através dos seus processos e tecnologia de ponta, automatiza todo e qualquer
processo de avaliação de empresas. Em apenas 48 horas, qualquer empresário pode ficar a
saber o valor real da sua empresa ou negócio. Um serviço inovador na rapidez do processo e do
custo para o empresário, mas sem cedências em rigor, uma vez que obedece aos mais exigentes
requisitos aplicados pelo mercado financeiro.
A assinatura de um acordo de confidencialidade é o primeiro passo para a ValuingTools fazer
uma avaliação de uma empresa ou negócio. A análise qualitativa é feita com base em premissas
como o perfil da empresa e a sua história, mas também de dados como o número de clientes e
de fornecedores, dependência em pessoas chave e intensidade de competição.

Em simultâneo, a ValuingTools faz também uma análise relacionada com variáveis quantitativas
como o free cash-flow to the firm projetado e descontado, valor terminal, CAPEX, investimentos
ou desinvestimentos em fundo de maneio, WACC, múltiplos de transação EV/EBITDA, EV/Sales
entre outros, múltiplos de empresas comparáveis EV/EBITDA, EV/Sales entre outros, múltiplos
implícitos de avaliação EV/EBITDA, EV/Sales entre outros, bem como rácios importantes, como:
current ratio, cash ratio, cash conversion cycle, alavancagem, cobertura de serviço de dívida,
ROA, ROE, entre outros.
António Gomes, managing partner da ValuingTools, afirma: “A ValuingTools disponibiliza
serviços que, até hoje, só eram realizados por grandes consultoras, com valores
incomportáveis para muitas empresas. No entanto, não é, necessariamente, concorrente das
grandes consultoras, podendo assumir-se como complemento das mesmas.”
A ValuingTools tem como cliente-alvo dois targets distintos: B2C e B2B. Ou seja, qualquer
empresa pode contactar a fintech portuguesa para efetuar a sua avaliação ou assumir-se como
o parceiro de bancos e consultoras, etc., disponibilizando tecnologia para automatizar e agilizar
as avaliações que já faziam internamente.