Festival Explorer 3.0 encerra em Almeida com três dias de experiências diversificadas

  • Iniciativa termina nos dias 1, 2 e 3 de dezembro. Música de Aldina Duarte, poesia de Maria do Rosário Pedreira e antestreia de documentário do realizador Vasco Mendes são alguns dos momentos mais altos do fim de semana

 

A fantástica vila de Almeida está a postos para receber o encerramento do Festival Explorer 3.0, no próximo fim de semana de 1, 2 e 3 de dezembro. Este será o momento mais alto de um festival inovador, que desde 21 de outubro tem levado às Aldeias Históricas de Portugal uma programação criativa e diversificada, ajudando a recolocar o Interior no mapa. A entrada é livre.

O programa começa às 15h00 de sexta-feira, com um workshop de Cinema Mobile, intitulado “Narrativas Audiovisuais com Mobile”. Ministrado por Luísa Sequeira, diretora e programadora do Super9 Mobile, primeiro festival em Portugal dedicado ao cinema mobile, conta também com a presença do artista visual Sama. Neste workshop, será dada primazia à democratização do telemóvel enquanto ferramenta e linguagem audiovisual ao alcance de todos.

Ainda na sexta-feira, os visitantes poderão usufruir de um workshop de realidade virtual e assistir a um ciclo de cinema especialmente dedicado à exploração e exploradores. Ambas as atividades irão repetir-se no sábado.

Para o segundo dia estão reservados alguns dos momentos mais altos da iniciativa. Às 16h00, abrirá um Cinemercado no Picadeiro D’el Rey, que se vai prolongar até domingo. O Cinemercado é um espaço para os produtores locais mostrarem os seus melhores produtos artesanais, ao mesmo tempo que são exibidos filmes portugueses. Às 19h00, as Portas de Santo António vão encher-se de cor com a iniciativa “Sounds and Tales”. Esta será uma conversa que vai envolver música e vídeo, com as participações da fadista Aldina Duarte, da escritora Maria do Rosário Pedreira e do realizador Vasco Mendes. Segue-se a apresentação de 12 retratos vídeo, feitos por Vasco Mendes nas 12 Aldeias Históricas de Portugal, e do documentário “Eu Sou de Cá”, resultado da pesquisa intensa por parte do realizador das gentes, tradições e culturas de cada uma das 12 aldeias. O dia termina da melhor maneira, com um concerto pessoal e intimista de Aldina Duarte e com poesia de Maria do Rosário Pedreira.

O principal destaque do dia de domingo vai para a entrega dos prémios do Concurso Cinema Explorer 3.0, às 16h30. Este é um concurso de curtas-metragens e microvídeos, que durante um mês recebeu participações através de uma plataforma online. O seu objetivo é divulgar e partilhar curtas de diferentes géneros realizadas no âmbito das Aldeias Históricas de Portugal. Antes, de manhã, os visitantes terão ainda a oportunidade de beneficiar de uma visita encenada de exploração aos segredos da fortaleza de Almeida, com figurantes militares que recriarão a História do Cerco de Almeida, momento marcante das Invasões Francesas.

Festival Explorer 3.0 animou Aldeias Históricas com iniciativas criativas

O Festival Explorer 3.0 levou às Aldeias Históricas de Portugal, desde 21 de outubro, uma programação criativa e inovadora, alicerçada numa ideia comum: fazer a ponte entre o passado e o presente e projetar o futuro destas regiões. O festival transportou até às Aldeias Históricas ações nas áreas de Literatura & Viagens e Cinema, TV & New Media.

O ponto de partida do Explorer 3.0 foi a Aldeia Histórica de Linhares da Beira, com iniciativas na área de Literatura e Viagens, a 21 de outubro e 18 e 19 de novembro. Trancoso também recebeu o festival, a 4 e 5 de novembro, assim como Belmonte, no fim de semana de 25 e 26 de novembro.

Deixe uma resposta