Instituto Português de Fotografia expõe trabalhos de finalistas de 2016 na Fábrica Braço de Prata

Entre amanhã (16 de fevereiro) e o dia 11 de Março, o Instituto Português de Fotografia promove uma exposição de fotografias inéditas de oito finalistas do Curso Profissional de Fotografia 2016. A Fábrica Braço de Prata, em Lisboa, é o palco da iniciativa, com os trabalhos a refletirem um processo visual de reflexão, exploração e interação de espaços e da figura humana, onde se erguem fronteiras de contextualização social, cultural e económica. 

Com quase meio século de atividade, o Instituto Português de Fotografia é reconhecido pela excelência do ensino na área da fotografia, mas também pelos programas que desenvolve em termos culturais, nomeadamente os muitos que têm como objetivo a promoção dos seus formandos. A “Exposição IPF – Alunos Finalistas do Curso Profissional 2016” é disso exemplo.

Oito finalistas do Curso Profissional de 2016 vão ver os seus trabalhos finais de curso expostos na Fábrica Braço de Prata (Sala Michel Foucault), em Lisboa. A inauguração da exposição está marcada para as 19h00 de amanhã (quinta-feira), com as fotografias inéditas de Ana Antunes, Filipa Santos Rosa, Joana Carvalho Dias, João Ferreira, Mário Pereira, Neiva Vieira, Rodrigo Antunes e Rui Silva a poderem ser vistas até 11 de março, nos seguintes horários: entre as 18h00 e as 2h00 (todas as quartas-feiras e quintas-feiras) e entre as 18h00 e as 4h00 (todas as sextas-feiras e sábados). A entrada é gratuita.

Observar, refletir, expressar e (quem sabe…) descodificar, para além do óbvio, cada um dos trabalhos pessoais e inéditos é o desafio que é lançado pelo Instituto Português de Fotografia. Uma oportunidade também para conhecer ou revisitar a Fábrica Braço de Prata, hoje despojada dos elementos fabris do passado, mas com uma dimensão histórica e patrimonial catalisadora de culturas e arte.

 

Sobre o Instituto Português de Fotografia

Com 49 anos de experiência na formação em fotografia, o Instituto Português de Fotografia (IPF) é a mais antiga e prestigiada instituição dedicada à área em Portugal. Quase meio século de ensino de excelência, mas também de promoção dos seus formandos. O IPF é a solução para quem aspira https://www.viagrasansordonnancefr.com/viagra-en-ligne/ ser profissional da fotografia, ou o recurso para os muitos amantes da fotografia que desejam evoluir ou simplesmente potenciar o equipamento de que dispõe, seja uma câmera fotográfica ou um smartphone. Uma ampla oferta formativa, inclusivamente para os mais novos – há formações orientadas para crianças a partir dos seis anos de idade!

Com sede em Lisboa e instalações na cidade do Porto, o IPF é reconhecido pelo Instituto Português da Qualidade (IPQ) como Organismo de Normalização Sectorial para a Fotografia em Portugal, tendo também assento como membro permanente na ISO, representando Portugal, no seu comité de fotografia. Na sua história também já organizou inúmeras ações de formação por todo o país – ilhas incluídas.