NOVOS CURSOS NA ÁREA DO TURISMO APRESENTADOS EM AVEIRO

  • “Aposta na formação especializada permite reforçar a qualidade dos serviços prestados na área e, ao mesmo tempo, valorizar os trabalhadores do setor”, sublinha Pedro Machado, presidente do Turismo Centro de Portugal.

A criação de cursos de especialização na área do Turismo tem como consequências o reforço da qualidade dos serviços prestados aos visitantes e, por outro lado, aumenta a qualificação dos trabalhadores da área, permitindo a melhoria das suas condições salariais.

Estas foram as duas ideias principais lançadas hoje, na sede do Turismo Centro de Portugal, em Aveiro, durante a conferência de imprensa de apresentação dos novos Cursos de Especialização Tecnológica (CET) da EFTA – Escola de Formação Profissional em Turismo de Aveiro.

A EFTA anunciou dois novos cursos, que começa a lecionar em setembro: o de Técnico Especialista em Gestão e Produção de Cozinha e o de Técnico Especialista em Gestão e Produção de Pastelaria. As inscrições estão abertas até final de junho.

“O Centro de Portugal está a registar um grande crescimento na atividade turística. Um relatório da Price Waterhouse revela que, em 2016, o Centro movimentou 270 milhões de euros em hotelaria, 100 milhões de euros em viagens, 40 milhões de euros em jogo/casino e 1000 milhões de euros em restauração e bebidas. Aveiro, em particular, cresceu 15 por cento no último trimestre. O nosso posto de atendimento aqui bateu um recorde em junho”, salientou Pedro Machado, presidente do Turismo Centro de Portugal, perante os jornalistas“.

“Mas o crescimento traz desafios. Um deles é preservar a autenticidade dos destinos: como preservar a autenticidade e, ao mesmo tempo reforçar a atratividade. Outro desafio reside nos recursos humanos. Estes cursos da EFTA contribuem de forma dupla para fazer face a este desafio. Por um lado, permitem aumentar o número de quadros qualificados em áreas específicas, reforçando a qualidade do serviço. Por outro, tem um efeito benéfico na valorização do trabalho. Por vezes o trabalho no setor da restauração não tem o reconhecimento que deveria. Estes cursos ajudam a mudar essa perceção. Os destinos estão a melhorar, e isso deve ser acompanhado pela melhoria da qualificação dos trabalhadores. Temos de ter recursos humanos mais qualificados e pagar-lhes mais. O valor médio que se está a pagar é baixo. Estes cursos são uma resposta inteligente a esse desafio”, acrescentou.

Manuel Torrão, diretor da EFTA, fez a apresentação dos cursos, juntamente com Paula Ribeiro, coordenadora dos Cursos de Especialização Tecnológica. Os responsáveis da escola destacaram o facto de estes serem cursos com uma provável grande taxa de empregabilidade e que a procura está a superar as melhores expetativas.

Os Cursos de Especialização Tecnológica (CET) são destinados a alunos que terminaram o ensino secundário e conferem uma qualificação de nível 5 do Quadro Nacional de Qualificações. Permitem a qualificação de quadros intermédios através de uma especialização em áreas tecnológicas e o prosseguimento de estudos, bem como a obtenção de equivalências a algumas licenciaturas, com a atribuição de créditos.

Os cursos têm a duração de 1.500 horas, sendo que 500 são de formação em contexto real de trabalho.

O Técnico Especialista em Gestão e Produção de Cozinha tem como principais funções planificar, dirigir e coordenar os trabalhos de cozinha e colaborar com o serviço de gestão de Food & Beverage na estruturação de ementas e no processo de cálculo dos custos, bem como preparar, confecionar e empratar refeições num serviço de qualidade superior, aplicando novos equipamentos de produção, novos produtos e novos processos de confeção.

O Técnico Especialista em Gestão e Produção de Pastelaria tem como principais funções planificar, dirigir e coordenar os trabalhos de pastelaria e colaborar com o serviço de Food & Beverage na estruturação de ementas e no processo de cálculo de custos, bem como confecionar bolos e outros produtos de pastelaria, de confeitaria e de gelataria, pão e produtos similares de padaria de qualidade superior, aplicando novos equipamentos de produção, novos produtos e novos processos de confeção.