O nobre da Aldeia Histórica de Castelo Rodrigo que marcou a História portuguesa serve de mote para três dias de festa

Turismo Comments (0)

Data: 19/08/18

“Cristóvão de Moura Herói ou Vilão” é o tema da festa do Ciclo “12 em Rede” na Aldeia Histórica de Castelo Rodrigo, que decorre de 6 a 8 de setembro. A história do controverso nobre de Castelo Rodrigo é recordada em três dias repletos de alegria e animação.

Filho de Luís de Moura, Alcaide-mor da Aldeia Histórica de Castelo Rodrigo, e de sua esposa, Brites de Távora, Cristóvão de Moura foi um dos apoiantes do domínio espanhol em Portugal, durante a Dinastia Filipina. A proximidade com a coroa valeu-lhe o título de Conde de Castelo Rodrigo, atribuído por D. Filipe I, em 1594, e de Marquês de Castelo Rodrigo, por D. Filipe II, por carta de 29 de janeiro de 1600.

Vice-rei de Portugal de 1600 a 1603, e de 1608 a 1612, mandou edificar o palácio de Castelo Rodrigo, hoje em ruínas, o ex-libris daquela Aldeia Histórica.

Se por um lado é considerado um traidor por apoiar o soberano espanhol, por outro foi quem garantiu que Portugal mantivesse a autonomia institucional (respeito pelos usos e costumes, privilégios e liberdades concedidas por anteriores reis portugueses; criação de um Conselho de Portugal e convocação de cortes em território português e o uso da língua portuguesa em documentos oficiais), autonomia económico-financeira (manter o comércio nos moldes em que decorria com territórios descobertos e a descobrir; cunhar moeda e abolição de “portos secos” e livre circulação de bens entre Castela e Portugal) e autonomia de representação honorífica (governo próprio com representação por vice-rei e representação das armas reais portuguesas no estandarte da coroa).

É a sua herança, e a forma como marcou a História do nosso país e de Castelo Rodrigo, que vai inspirar a festa do Ciclo “12 em Rede” naquela Aldeia Histórica, que decorre de 6 a 8 de setembro, com o tema “Cristóvão de Moura Herói ou Vilão”.

Com um programa repleto de teatros de rua, jogos em família, visitas guiadas, workshops gastronómicos e provas de vinho, a festa “Cristóvão de Moura Herói ou Vilão” promete levar habitantes e visitantes numa inesquecível viagem no tempo pela História portuguesa.

A festa “Cristóvão de Moura Herói ou Vilão” é ainda uma excelente oportunidade para conhecer a Aldeia Histórica de Castelo Rodrigo em todo o seu esplendor, assim como as suas tradições, produtos regionais e as suas gentes, que também participarão nos vários momentos do evento.

Participe nesta grande festa e viva grandes emoções na Aldeia Histórica de Castelo Rodrigo!

Este evento é promovido pela Associação de Desenvolvimento Turístico Aldeias Históricas de Portugal, numa organização do Município de Figueira de Castelo Rodrigo, Junta de Freguesia de Castelo Rodrigo, Associações e Agentes económicos locais. Uma iniciativa apoiada pelo Centro 2020, Portugal 2020 e Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, através do Programa de Valorização Económica de Recursos Endógenos (PROVERE).

Para mais informações e para efeitos de inscrição, consideram-se os seguintes contactos:

Telef: 271 319 007
email: cm-fcr@cm-fcr.pt
daniela.montes@cm-fcr.pt

A festa só acaba em dezembro!
O ciclo “12 em rede | Aldeias em Festa 2019” só termina em dezembro! Depois de Castelo Rodrigo, a festa segue para Castelo Mendo, nos dias 27 e 28 de setembro; Trancoso, de 11 a 13 de outubro; Idanha-a-Velha, de 1 a 3 de novembro; Monsanto, de 8 a 10 de novembro; Almeida, nos dias 29 e 30 de novembro; e Belmonte, de 27 a 30 de dezembro.

Sobre a Rede das Aldeias Históricas de Portugal:
Perdidas entre montes e vales da verdejante paisagem do interior de Portugal, repletas de lendas e castelos, sabores e tradições, há 12 singelas aldeias onde apetece perdermo-nos, para nunca mais nos encontrarmos. Almeida, Belmonte, Castelo Mendo, Castelo Novo, Castelo Rodrigo, Idanha-a-Velha, Linhares da Beira, Marialva, Monsanto, Piódão, Sortelha e Trancoso: as Aldeias Históricas de Portugal, um destino que são 12, são paraísos escondidos que nos levam numa viagem ao tempo de reis e rainhas, épicas e infinitas batalhas que escreveram a História como a conhecemos hoje. Viajar até às Aldeias Históricas de Portugal é, assim, descobrir a História de um país de temerários conquistadores, através das pedras das suas calçadas e das suas frondosas muralhas e castelos, orgulhosa e imponentemente erguidos. É, ainda, a garantia de momentos inesquecíveis de lazer, aventura e descoberta, temperados com os inigualáveis aromas e sabores da região, que compõem a sua típica gastronomia. No território das Aldeias Históricas de Portugal há um sem fim de trilhos para caminhadas e percursos de bicicleta e BTT – como a Grande Rota 22 (GR), a maior rota de Walking & Cycling em Portugal, com cerca de 600 km.
As Aldeias Históricas de Portugal são o primeiro destino em rede – à escala mundial –, e o primeiro destino nacional a receber a certificação BIOSPHERE DESTINATION.

Pin It

» Turismo » O nobre da Aldeia Histórica...
On 19 Agosto, 2019
By

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

« »