Pedro Palma de Prata, Andreia Ferrum e Liliana Alexandre no “ranking” mundial

PORTUGUESES BRILHAM NA TAÇA DA EUROPA DE QUARTEIRA COM DESTAQUE PARA PÓDIO MASCULINO

 

  • Aurelien Raphael venceu a prova da Taça da Europa face a brava resistência de Pedro Palma
  • Andreia Ferrum foi 19ª e Liliana Alexandre 20ª e conseguiram pontos para os “rankings” europeu e mundial
  • Britânicas Jessica Learmonth e Lucy Hall fizeram dobradinha na prova feminina

Pedro Palma conquistou hoje o segundo lugar da Taça da Europa de Quarteira, prova integrada no 15º Triatlo Professor Carlos Gravata Cidade de Quarteira, merecendo lugar de honra num dia em que também as triatletas portuguesas estiveram em bom plano, com Andreia Ferrum (19ª) e Liliana Alexandre (20ª) a pontuarem para os “rankings” europeu e mundial. Todos os três somaram assim pontos importantes para uma possível selecção para o Europeu de Lisboa — o Médis Lisbon ETU Triathlon Championship, que decorre em Lisboa entre os dias 26 e 29 de Maio.

Desempenhos relevantes num dia em que os vencedores foram francês e inglesa. Na competição masculina, o antigo campeão mundial júnior Aurelien Raphael foi o mais rápido a percorrer os 1500 metros de natação, 40 km de ciclismo e 10 km de corrida (distâncias do triatlo olímpico) com 01h49:42, enquanto na competição feminina, o dia pertenceu a Jessica Learmonth (02h01:55), que se fez acompanhar, em toda a prova e, finalmente, no pódio pela compatriota Lucy Hall, que terminou em segundo lugar.

Nos homens, o espanhol David Fajardo completou o pódio, em terceiro, enquanto nas mulheres a francesa Leonie Periault ficou no lugar mais baixo do pódio.

Aurelien Rapahel, nome habitual das grandes provas do circuito mundial (World Triathlon Series) partia como o grande favorito à vitória em Quarteira e não desiludiu, saindo com o compatriota Raoul Shaw na frente logo depois do percurso aquático e comandando na bicicleta, acompanhado pelo português Pedro Palma, que também saiu muito bem da natação. Na parte final do percurso de bicicleta o francês e o português geriram bem o esforço e atacaram a corrida de forma muito inteligente, com Pedro Palma a nunca largar Raphael até final.

“Saí muito bem da natação, que costuma ser o meu ponto fraco”, começou por explicar Pedro Palma, descrevendo sua a prova em detalhe: “Depois, na bicicleta, foi na roda do grupo da frente, sempre sem me desgastar para depois estar fresco na corrida. Aí joguei com o Raphael para não nos atacarmos mutuamente pois sabia que se o fizesse poderia custar-me o segundo lugar e joguei pelo seguro. Consegui ser segundo o que excede claramente as minhas expectativas para esta prova. Agora espero que isto seja suficiente para o seleccionador nacional me convocar para o Europeu.”

Na competição feminina, as duas inglesas, Jessica Learmonth e Lucy Hall foram dominadoras desde a saída da natação. Cavaram um fosso que chegou ser de quatro minutos para a concorrência mais directa e depois, na corrida, geriram a diferença, com Learmonth a sair vencedora.

Para as cores portuguesas, o melhor resultado foi o de Andreia Ferrum, em 19º, com um tempo de 02h08:30, seguida de Liliana Alexandre, no lugar imediatamente a seguir (02h08:40), ambas dentro da diferença de 8% para o tempo da vencedora que assegura os pontos para os “rankings” europeu e mundial.

Estou muito feliz com este resultado, não estava à espera. A nataçao correu-me bem apesar de o mar estar muito ‘picado’. Agora vamos ver se o seleccionador considera que este resultado é suficiente para estar presente no Europeu de Lisboa”, congratulou-se a triatleta nacional.