RENAULT CAPTUR HELLY HANSEN: AO RITMO DA AVENTURA

Evasão urbana ou evasão até por trilhos mais inexplorados? Com o Renault Captur Helly Hansen, a escolha é sua! Na realidade, não é apenas pela designação que esta série limitada apela à aventura. O sistema de controlo de tracção Extended Grip e os pneus “mud and snow” fazem parte do equipamento de série, a par de outras especificidades, como a nova cor Vermelho Flamme. Um crossover ainda mais exclusivo e apelativo, que já está a ser comercializado na Rede de Concessionários a partir de 19.860€.

 Não foi o primeiro a chegar ao mercado, mas, em pouco mais de um ano, o Renault Captur está a escassas unidades de ser o crossover mais vendido em Portugal, enquanto no segmento B é “só” responsável por mais de metade das vendas! Um sucesso no país, mas também na Europa, que facilmente se explica pelo estilo e personalidade únicas, pelo sentido prático, pelos motores económicos e pelos preços competitivos.

Mas apesar de ter conseguido agradar a uma faixa de clientes bastante heterogénea, com a série limitada Captur Helly Hansen, o modelo da Renault tem tudo para seduzir a, cada vez mais numerosa, grande minoria adepta de desportos de natureza.

Se os 200 mm de distância ao solo (uma medida que quase o catapulta para o universo dos SUV e dos 4×4) já permitiam ao Renault Captur aventurar-se por trilhos mais inóspitos, com os pneus “mud and snow” desenvolvidos para enfrentar pisos com lama e neve e a introdução do avançado sistema de controlo de tracção Extended Grip estreado no Scénic XMOD, a versão Helly Hansen surpreende pela capacidade de superar dificuldades em fora de estrada, nomeadamente quando a ausência de tracção é mais crítica.

Com a activação manual do comando Extended Grip colocado junto à manete da caixa de velocidades, o condutor pode escolher três diferentes modos de assistência:

  • No modo «Expert», o dispositivo faz a gestão do sistema de travagem, deixando ao condutor a gestão total do controle do binário do motor.
  • O modo «Estrada» corresponde às regulações clássicas de um sistema anti-patinagem e liga-se automaticamente quando a velocidade atinge os 40km/h.
  • O modo «Fora de estrada/solo escorregadio» optimiza os controlos dos travões e do binário do motor, em função das condições de aderência.

Ou seja, a série limitada Renault Captur Helly Hansen está completamente de acordo com o espírito da prestigiada marca Norueguesa de equipamentos para actividades de natureza. Uma parceria que é imediatamente reconhecida pela assinatura junto aos retrovisores exteriores, mas também nas soleiras das portas e tapetes.A nova cor Vermelho Flamme é outra das novidades do Renault Captur Helly Hansen, que só está disponível com carroçaria bi-tom. Ainda no exterior, destaque para os pára-choques específicos, as jantes em liga leve de 17 polegadas, os vidros sobreescurecidos, o sistema de ajuda ao estacionamento traseiro e os espelhos retrovisores exteriores rebatíveis electricamente.

No habitáculo, para além da curiosa e prática gaveta “Easy Life” (que substitui o vulgar porta-luvas), esta série limitada integra como equipamento de série o ar condicionado automático, o sistema multimédia R-Link, os estofos em tecido TEP, o sistema de controlo da pressão dos pneus, o apoio de braço entre os bancos dianteiros, entre outros itens.

Motores económicos e também… tecnológicos!

O novo motor Energy 1.5 dCi 90 incorpora o conjunto de novas tecnologias da família Energy (sistema Stop & Start, EGR de baixa pressão e gestão térmica, etc…) que contribuem para os consumos de 3,8 l / 100 km (em ciclo misto) e emissões de CO2 de 99 g/km. Valores recorde no segmento, num bloco com 90 cavalos e com um binário de 220 Nm disponível a partir das 1.750 rpm.

Quanto ao Energy TCe 90, trata-se de um revolucionário motor a gasolina de três cilindros turbo, de 899 cm3 de cilindrada, também equipado com o sistema Stop & Start, que possui as mesmas performances de um bloco atmosférico de 1.4 litros. Com um turbo de baixa inércia, debita 90 cavalos e 135Nm de binário às 2.000 rpm. Números que impressionam, até pelo facto de 90% do binário estar disponível entre as 1.650 e as 5.000 rpm. Ou seja, a par de um elevado prazer de condução, o Captur Energy TCe 90, reivindica (também) consumos recorde de 5,2 l / 100km (ciclo misto) e emissões de CO2 de 120 g/km.

A qualidade e a segurança nos genes

O Renault Captur possui todos os standards da Renault: um automóvel com um preço acessível e com um nível de qualidade de referência, sem nada a invejar em relação a automóveis de segmentos superiores ou mais onerosos. O Captur oferece níveis de conforto, comportamento dinâmico, maneabilidade e acústicos sem paralelo. Sublinhe-se que o chassis foi alvo de afinações específicas tendo em conta o centro de gravidade mais alto. Já disponível em PortugalQuanto a preços, a série limitada Renault Captur Helly Hansen já está disponível na Rede de Concessionários a partir de 19.860€. A exemplo da restante gama Renault, o Captur é abrangido pelos 5 anos de Garantia Renault.