Campanha de Natal Riberalves: “Demolhar o bacalhau? De molho vou eu ficar ali na sala”

Riberalves lança nova campanha de Natal focada na qualidade, sabor e conveniência do bacalhau já demolhado, Pronto a Cozinhar. Até aqueles que podiam ser os mais céticos, como a famosa Dona Júlia, já se renderam às evidências: “Demolhar… vocês precisam é de um update!”

Eis que chega mais um Natal. A tradição no jantar de Consoada, claro, é o bacalhau. Mas será que o bacalhau está demolhado como manda a tradição? Pois bem, a resposta não se faz esperar:

– “Demolhado? De molho vou eu ficar ali na sala, que isto está pronto a cozinhar!”

Aí está a matriarca Dona Júlia, rendida à qualidade, sabor e conveniência do Bacalhau Riberalves, já demolhado, pronto a cozinhar. No final ainda reforça. “Demolhar… vocês precisam é de um update!”

É assim a nova campanha de Natal lançada pela Riberalves, com foco no melhor bacalhau de cura tradicional portuguesa, ao qual a marca líder nacional acrescenta a demolha, resolvendo esse pequeno-grande constrangimento no consumo do “fiel amigo”. Num momento histórico de transição do consumo, do bacalhau Salgado Seco para o bacalhau Pronto a Cozinhar, a Riberalves posiciona-se com a mais vasta gama de Bacalhau Pronto a Cozinhar disponível no mercado, indo ao encontro das novas necessidades das famílias, salvaguardando o melhor sabor.

A nova campanha de meios (vídeo) já está ativa e é uma é uma criatividade da Torke CC, com realização de Gonçalo Paixão e produção Zoe Films e Proud. A ação é centrada na família de António (Francisco Goulã) e Inês (Vânia Naia), onde Dona Júlia (Alexandra Marques), a sogra e mãe, é a personificação da experiência e da exigência com o melhor bacalhau.

SOBRE A RIBERALVES

A Riberalves é uma empresa familiar, 100% nacional, referência Mundial na transformação de bacalhau. Fundada em 1985, a Riberalves focou a atividade exclusivamente no sector do bacalhau a partir de 1990, com a inauguração de uma primeira fábrica, em Torres Vedras. A partir de 2003, graças ao investimento numa nova unidade industrial, na Moita, hoje a maior fábrica mundial de transformação de bacalhau, a Riberalves estendeu a capacidade produtiva em 60% e tornou-se referência no desenvolvimento de um novo produto, capaz de responder às novas tendências de consumo: o Bacalhau Pronto a Cozinhar. Com uma produção de 25 mil toneladas/ano, uma faturação a rondar os 150 milhões de euros, em 2018, e exportações que valem 25% das vendas, a Riberalves é referência num grupo que integra ainda as empresas AdegaMãe e Riberalves Imobiliária. Tudo começou no final dos anos 60 quando o fundador, João Alves, começou a ajudar o seu pai na venda de bacalhau pelas ruas da baixa de Lisboa…

A família Riberalves já está reunida para o Natal. Chegou a mais completa gama de Bacalhau Pronto a Cozinhar!

Bacalhau com Cura Tradicional Portuguesa de 1 ano, mas também de 9 e 4 meses. Diferentes opções, entre lombos, postas tradicionais, desfiados ou… produtos de nicho, como caras, bochechas e línguas. A gama de produtos Pronto a Cozinhar da Riberalves continua a crescer, sempre com o mesmo objetivo: conjugar qualidade, sabor e conveniência. A família está reunida a tempo de mais uma época natalícia!

Cura Tradicional Portuguesa de 1 ano, 9 e 4 meses. Lombos ou postas tradicionais, desfiados ou caldeiradas… ou até produtos de nicho, como caras, bochechas e línguas. O bacalhau é esta preciosidade. Um peixe de origem 100% selvagem, saudável, onde praticamente todas as partes têm aproveitamento e vocação gastronómica, para receitas tradicionais, inovadoras, ou até para petiscos. Agora, no momento em que se aproxima mais uma época natalícia, a Riberalves reforça as opções disponíveis, apresentando a mais completa gama Pronto a Cozinhar do mercado… É verdade, a família Riberalves já está reunida para este Natal!

A gama Pronto a Cozinhar da Riberalves recebe várias novidades, desde logo a reedição de uma edição especial, produzida a pensar nos momentos mais nobres, de celebração, como o jantar da Consoada. Os lombos de bacalhau com Cura Tradicional Portuguesa de 1 ano voltam a estar disponíveis no mercado, com nova imagem, evidenciando precisamente o tempo de cura – porque quanto mais longa é a maturação no sal, mais nobre é o bacalhau. Esta é a referência para grandes apreciadores. À qual se juntam, igualmente, novidades de nicho, como as caras de bacalhau, as bochechas ou as línguas, autênticas iguarias da Gastronomia portuguesa, adequadas a petiscos ou pratos mais complexos. Mas a gama Pronto a Cozinhar da Riberalves integra, ainda, novas opções com 4 meses de Cura Tradicional Portuguesa, bem como as já conhecidas referências com 9 meses.

“O nosso foco é aliar qualidade, sabor e conveniência. É nesse sentido que continuamos a desenvolver novos produtos de Cura Tradicional Portuguesa, Prontos a Cozinhar, disponibilizando-os aos consumidores sem o constrangimento da demolha. O Bacalhau Pronto a Cozinhar já representa mais de 60% das vendas da Riberalves. O mercado assiste a uma histórica transferência do consumo, do Bacalhau Salgado Seco para o Pronto a Cozinhar, pelo que a Indústria tem esta obrigação de servir as famílias com novas soluções de qualidade e conveniência”, explica Ricardo Alves, Administrador da Riberalves.

SOBRE A RIBERALVES

A Riberalves é uma empresa familiar, 100% nacional, referência Mundial na transformação de bacalhau. Fundada em 1985, a Riberalves focou a atividade exclusivamente no sector do bacalhau a partir de 1990, com a inauguração de uma primeira fábrica, em Torres Vedras. A partir de 2003, graças ao investimento numa nova unidade industrial, na Moita, hoje a maior fábrica mundial de transformação de bacalhau, a Riberalves estendeu a capacidade produtiva em 60% e tornou-se referência no desenvolvimento de um novo produto, capaz de responder às novas tendências de consumo: o Bacalhau Pronto a Cozinhar. Com uma produção de 25 mil toneladas/ano, uma faturação a rondar os 150 milhões de euros, em 2018, e exportações que valem 25% das vendas, a Riberalves é referência num grupo que integra ainda as empresas AdegaMãe e Riberalves Imobiliária. Tudo começou no final dos anos 60 quando o fundador, João Alves, começou a ajudar o seu pai na venda de bacalhau pelas ruas da baixa de Lisboa…

Riberalves destaca o valor saudável do bacalhau no Festival da Comida Continente

Peixe de origem 100% selvagem, rico em proteína e pobre em gordura, o bacalhau está de volta a um dos mais importantes eventos gastronómicos do País, que se realiza já no próximo fim-de-semana, no Porto! Programa destaca presença de Miguel Laffan, chef Estrela Michelin e embaixador Riberalves.

O símbolo maior da Gastronomia portuguesa – o bacalhau – está em destaque em mais uma edição do Festival da Comida Continente, já no próximo fim-de-semana, no Porto. A Riberalves, marca referência de bacalhau em Portugal, estreita a parceria com o Continente e apresenta-se no Parque da Cidade colocando o bacalhau no centro das atenções, destacando-o pela sua qualidade, versatilidade e, acima de tudo, pelo seu valor saudável.

Peixe de origem 100% selvagem, rico em proteína e pobre em gordura, o bacalhau é o aliado perfeito de uma alimentação equilibrada, valorizando as mais diversas receitas, sejam elas as mais tradicionais, ou as interpretadas pela nova cozinha. Será precisamente o chef Estrela Michelin Miguel Laffan, embaixador da Riberalves, a apresentar um Workshop, no domingo, com as suas saudáveis dicas de Verão, em torno do bacalhau. Ao mesmo tempo, a Riberalves vai ao encontro dos consumidores no Espaço Bio e Saudável do Festival da Comida Continente, destacando as características que fazem do bacalhau uma das melhores proteínas animais disponíveis na nossa alimentação.

“O Festival da Comida Continente tornou-se um extraordinário evento, de celebração da gastronomia e de proximidade com os consumidores. A Riberalves marca naturalmente presença, enquanto marca de referência de bacalhau, valorizando este património que é o bacalhau, um peixe único, na sua qualidade, sabor e valor saudável”, afirma Marilina Louro, responsável de Marketing da Riberalves.

SOBRE A RIBERALVES

A Riberalves é uma empresa familiar, 100% nacional, referência Mundial na transformação de bacalhau. Fundada em 1985, a Riberalves focou a atividade exclusivamente no sector do bacalhau a partir de 1990, com a inauguração de uma primeira fábrica, em Torres Vedras. A partir de 2003, graças ao investimento numa nova unidade industrial, na Moita, hoje a maior fábrica mundial de transformação de bacalhau, a Riberalves estendeu a capacidade produtiva em 60% e tornou-se referência no desenvolvimento de um novo produto, capaz de responder às novas tendências de consumo: o Bacalhau Pronto a Cozinhar. Com uma produção de 25 mil toneladas/ano, uma faturação a rondar os 150 milhões de euros, em 2018, e exportações que valem 25% das vendas, a Riberalves é referência num grupo que integra ainda as empresas AdegaMãe e Riberalves Imobiliária. Tudo começou no final dos anos 60 quando o fundador, João Alves, começou a ajudar o seu pai na venda de bacalhau pelas ruas da baixa de Lisboa…

Riberalves. A Marca de Confiança de bacalhau em Portugal

Marca nacional e 100% portuguesa, a Riberalves é, em 2019, mais uma vez eleita Marca de Confiança, crescendo para uma preferência de 65% dos consumidores! A distinção foi atribuída à Riberalves em todos os anos em que o estudo Marcas de Confiança analisou a categoria de bacalhau em Portugal.

O estudo “Marcas de Confiança 2019”, iniciativa Reader’s Digest que avalia a confiança em marcas, produtos e serviços de 60 categorias distintas, elegeu mais uma vez a Riberalves como a marca de bacalhau preferida dos consumidores. Este estudo, considerado a mais abrangente iniciativa de avaliação à preferência dos consumidores, iniciou a análise da categoria de bacalhau em 2016. Até hoje, em todas as edições realizadas, a Riberalves colheu consecutivamente a preferência dos consumidores, posicionando-se sempre como a primeira marca no estudo, e com uma taxa de preferência crescente: 31% (2016), 54% (2017), 64% (2018) e 65% (2019)!

Valorizando os critérios de “qualidade”, “relação custo/benefício” e “serviço ao cliente”, o Estudo Marcas de Confiança indica ainda que 80% dos inquiridos é consumidor de Bacalhau Riberalves. “Os portugueses são os maiores e mais exigentes consumidores de bacalhau do Mundo. Saber que reconhecem e preferem a marca Riberalves é para nós um grande orgulho e, ao mesmo tempo, um incentivo na renovação da nossa exigência. O principal fundamento estratégico da Riberalves é a constante procura da melhor qualidade e sabor. Vamos continuar a fazer tudo para proporcionar aos consumidores o melhor Bacalhau de Cura Tradicional Portuguesa”, afirma Marilina Louro, responsável de Marketing da Riberalves.

SOBRE A RIBERALVES

A Riberalves é uma empresa familiar, 100% nacional, referência Mundial na transformação de bacalhau. Fundada em 1985, a Riberalves focou a atividade exclusivamente no sector do bacalhau a partir de 1990, com a inauguração de uma primeira fábrica, em Torres Vedras. A partir de 2003, graças ao investimento numa nova unidade industrial, na Moita, hoje a maior fábrica mundial de transformação de bacalhau, a Riberalves estendeu a capacidade produtiva em 60% e tornou-se referência no desenvolvimento de um novo produto, capaz de responder às novas tendências de consumo: o Bacalhau Pronto a Cozinhar. Com uma produção de 25 mil toneladas/ano, uma faturação a rondar os 150 milhões de euros, em 2018, e exportações que valem 25% das vendas, a Riberalves é referência num grupo que integra ainda as empresas AdegaMãe e Riberalves Imobiliária. Tudo começou no final dos anos 60 quando o fundador, João Alves, começou a ajudar o seu pai na venda de bacalhau pelas ruas da baixa de Lisboa…

Campanha de comunicação “Pronto a Cozinhar, Pronto a Saber Bem” arranca hoje (2 de abril) e estreia nova imagem da Riberalves

Mais um jantar em família. Como sempre, Inês e António estão entusiasmados com o que aí vem. Já a Dona Júlia continua a fazer das suas, ou a espalhar a sua… simpatia. “Acho bem que cuides desse lombo…”, atira para a filha Inês, já mentalizada numa abordagem saudável ao Verão. Depois vem o tal jantar, saboroso e saudável, perante o qual todos se rendem, mesmo que Dona Júlia continue por admiti-lo…

Depois de um primeiro episódio de Natal, a Riberalves arranca hoje para a segunda fase da campanha de comunicação “Pronto a Cozinhar, Pronto a Saber Bem”, já direcionada para a Páscoa, e que estreia não apenas um segundo episódio em torno desta divertida família portuguesa (vídeo), mas também a nova imagem e o novo packaging da marca (mais info aqui). O foco da comunicação é a qualidade, sabor e conveniência do Bacalhau Pronto a Cozinhar, de Cura Tradicional Portuguesa.

A campanha “Pronto a Cozinhar, Pronto a Saber Bem” é uma criatividade da Torke CC, com realização de Gonçalo Paixão e produção Zoe Films e Proud. A ação é centrada na família de António (Francisco Goulã) e Inês (Vânia Naia). Dona Júlia (Alexandra Marques) é a sogra e mãe, e a personificação da experiência e da exigência com o melhor bacalhau. A dinâmica familiar (surgem ainda os netos de Dona Júlia, os gémeos Matias e Miguel Passos) terá seguimento com novos episódios.

SOBRE A RIBERALVES

A Riberalves é uma empresa familiar, 100% nacional, referência Mundial na transformação de bacalhau. Fundada em 1985, a Riberalves focou a atividade exclusivamente no sector do bacalhau a partir de 1990, com a inauguração de uma primeira fábrica, em Torres Vedras. A partir de 2003, graças ao investimento numa nova unidade industrial, na Moita, hoje a maior fábrica mundial de transformação de bacalhau, a Riberalves estendeu a capacidade produtiva em 60% e tornou-se referência no desenvolvimento de um novo produto, capaz de responder às novas tendências de consumo: o Bacalhau Pronto a Cozinhar. Com uma produção de 25 mil toneladas/ano, uma faturação a rondar os 150 milhões de euros, em 2018, e exportações que valem 25% das vendas, a Riberalves é referência num grupo que integra ainda as empresas AdegaMãe e Riberalves Imobiliária. Tudo começou no final dos anos 60 quando o fundador, João Alves, começou a ajudar o pai na venda de bacalhau pelas ruas da baixa de Lisboa…

O melhor bacalhau deixa de ser um segredo!

Riberalves apresenta nova imagem, novo “packaging”, e propõe ao mercado uma nova experiência de consumo, clara e distinta, avançando com a categorização do tempo de Cura Tradicional Portuguesa do bacalhau. Comunicação inédita no setor valoriza, igualmente,  o carácter saudável de um peixe 100% selvagem e “rico” em proteína.

Bacalhau, presunto e queijo. Estes são três produtos muito presentes na gastronomia portuguesa, transversais a todas as mesas, das mais tradicionais às mais modernas. No seu processo produtivo partilham uma etapa semelhante, com influência na qualidade e categorização final, decisiva para a escolha dos consumidores. Mas afinal… o que têm em comum estes alimentos?

Tal como no caso do presunto e do queijo, também o tempo de cura faz toda a diferença na qualidade do bacalhau. É a chamada Cura Tradicional Portuguesa. Mais tempo de cura significa mais sabor, melhor textura e aquelas lascas tão apreciadas pelos portugueses! Salvo raras exceções, nomeadamente em edições especiais ou produtos de nicho, a esmagadora maioria das 65 mil toneladas de bacalhau vendidas, anualmente, em Portugal, oculta o processo que maior diferença faz na qualidade final: a Cura Tradicional Portuguesa, isto é, a decisiva maturação no sal!

Fala-se em bacalhau Miúdo, Corrente, Crescido, Graúdo, Especial ou Jumbo. Fala-se em Asa Branca, Cura Amarela, etc., mas a verdade é que, até hoje, o mais frequente é um consumidor entrar num supermercado e não ter acesso ao tempo de cura do “fiel amigo”. Encarar a escolha do bacalhau torna-se um verdadeiro desafio, de resultado nem sempre garantido.

A Riberalves, no entanto, avança uma alteração de paradigma. No momento em que lança a nova imagem e o novo “packaging” (já no mercado e em campanha de comunicação a partir de 2 de abril;  assinatura Torke CC), propõe aos consumidores uma nova experiência de consumo, clara e distinta, categorizando o tempo de cura do bacalhau, que passará a estar identificado de forma evidente nas embalagens da marca – a primeira referência apresentada tem uma Cura Tradicional Portuguesa de 9 meses!

Este passo, de grande relevância na comunicação associada ao sector em Portugal, surge enquadrado na nova estratégia de comunicação da marca, onde são valorizados os fatores qualitativos associados ao produto bacalhau. Desde logo em torno da qualidade e sabor – a Cura Tradicional Portuguesa! – mas também destacando outros argumentos extraordinários do “fiel amigo”, como a origem 100% selvagem, que muito reforça o carácter saudável deste peixe pobre em gorduras e, não menos importante, “rico” em proteína.

O melhor bacalhau não tem necessariamente de ser um segredo!

INFORMAÇÃO EM DESTAQUE NA NOVA COMUNICAÇÃO | “PACKAGING” RIBERALVES:

Novo logótipo

Com o lançamento da nova imagem Riberalves, surge naturalmente o novo logo da marca. Trata-se de uma evolução que valoriza a ligação ao mar, à história centenária que o bacalhau tem em Portugal e à génese familiar da empresa. A ideia de dinâmica e de modernidade, associada à inovação, está igualmente presente.

Tempo de Cura Tradicional Portuguesa

O novo “packaging” Riberalves faz referência ao tempo de Cura Tradicional Portuguesa a que foi submetido o bacalhau! A cura – maturação no sal – é o processo que mais influi na qualidade do bacalhau. Regra geral, no mercado pode encontrar-se bacalhau entre 1 e 12 meses de Cura Tradicional Portuguesa. A primeira referência apresentada pela Riberalves identifica 9 meses de Cura Tradicional Portuguesa.

Saúde

Tendo 19g de proteína por cada 100g, a legislação define o bacalhau como um peixe rico em proteína. Na verdade, é mesmo uma das melhores proteínas de origem animal que podemos incluir na nossa alimentação, indicado até para planos alimentares mais exigentes, relacionados com a prática desportiva. Acresce que o bacalhau tem um baixo teor de gordura e é de origem 100% selvagem. Num tempo em que as preocupações com a nutrição são crescentes, o lado saudável do bacalhau será cada vez mais valorizado na comunicação da Riberalves, sendo destacado também no novo “packaging”.

Sabor

O Bacalhau Pronto a Cozinhar Riberalves tem a distinção Sabor do Ano 2019 (conquistada, aliás, em todas as nove edições desta iniciativa em Portugal). Este prémio reforça o reconhecimento da qualidade e sabor dos produtos Riberalves. E está evidenciado no novo “packaging”.

Sustentabilidade

A atividade da Riberalves é enquadrada pela legislação e normas nacionais e internacionais que regulam o setor. Todo o bacalhau Riberalves tem a insígnia de Pesca Sustentável Certificada, atribuída pela MSC – Marine Stewardship Council, evidente também no novo “packaging”.

SOBRE A RIBERALVES

A Riberalves é uma empresa familiar, 100% nacional, referência Mundial na transformação de bacalhau. Fundada em 1985, a Riberalves focou a atividade exclusivamente no sector do bacalhau a partir de 1990, com a inauguração de uma primeira fábrica, em Torres Vedras. A partir de 2003, graças ao investimento numa nova unidade industrial, na Moita, hoje a maior fábrica mundial de transformação de bacalhau, a Riberalves estendeu a capacidade produtiva em 60% e tornou-se referência no desenvolvimento de um novo produto, capaz de responder às novas tendências de consumo: o Bacalhau Pronto a Cozinhar. Com uma produção de 25 mil toneladas/ano, uma faturação a rondar os 150 milhões de euros, em 2018, e exportações que valem 25% das vendas, a Riberalves é referência num grupo que integra ainda as empresas AdegaMãe e Riberalves Imobiliária. Tudo começou no final dos anos 60 quando o fundador, João Alves, começou a ajudar o seu pai na venda de bacalhau pelas ruas da baixa de Lisboa…

Dona Júlia. Pode a mais exigente consumidora portuguesa render-se ao Bacalhau Pronto a Cozinhar?

·     “E o bacalhau, foi bem demolhado?” Riberalves responde a uma das perguntas mais comuns do jantar da Consoada com uma nova campanha de comunicação, focada na qualidade, sabor e conveniência do Bacalhau de Cura Tradicional Portuguesa. Assinatura: “Pronto a Cozinhar, Pronto a Saber bem”.

Torres Vedras, 29 de Novembro de 2018

É um típico jantar de Consoada. A família encontra-se na cozinha, fazem-se os últimos preparativos, batatas, ovos, couves…

– E o bacalhau, foi bem demolhado?

Atenção, é Dona Júlia que fala! O olhar fulminante na direção da filha Inês e do genro António explica tudo. A desconfiança está no ar. Será que demolharam bem o bacalhau? A resposta vem logo depois.

É assim que arranca a novacampanha de comunicação da Riberalves, focada na qualidade, sabor e conveniência do Bacalhau de Cura Tradicional Portuguesa, e que tem a assinatura “Pronto a Cozinhar, Pronto a Saber bem”. A primeira fase acaba de estrear e prolonga-se até ao final do ano, com um primeiro vídeo ( https://www.youtube.com/watch?v=iOD1k5APdAg) e materiais que serão transversais a TV, Digital e Online.

Com criatividade da Torke CC, realização de Gonçalo Paixão e produção Zoe Films e Proud, esta campanha tem a ação centrada na família de António (Francisco Goulã) e Inês (Vânia Naia). Não podia faltar, claro, Dona Júlia (Alexandra Marques), sogra e mãe, personificação da experiência e da exigência com o melhor bacalhau, numa dinâmica familiar (surgirão ainda os netos de Dona Júlia, os gémeos Matias e Miguel Passos) que terá seguimento com novos episódios ao longo de 2019.

A Riberalves é a marca de referência de bacalhau em Portugal, liderando a oferta de novos produtos de Cura Tradicional Portuguesa, prontos a cozinhar, que se destacam pela qualidade e conveniência. Os novos ritmos de vida das famílias portuguesas, bem como os constrangimentos associados à confeção de bacalhau (desde logo a demolha), vieram provocar no mercado uma histórica transição do consumo, do “centenário” Bacalhau Salgado Seco para o “novo” Bacalhau Pronto a Cozinhar (uma categoria de produto que já representa mais de 60% das vendas da empresa fundada em Torres Vedras).

Os investimentos realizados pela Riberalves ao longo dos últimos 18 anos, em tecnologia específica e infraestruturas de suporte ao desenvolvimento do Bacalhau Pronto a Cozinhar, vieram conferir uma nova dimensão prática ao Bacalhau de Cura Tradicional Portuguesa, um ícone da celebração do Natal e o maior símbolo identitário da gastronomia portuguesa. Os portugueses são, aliás, os maiores consumidores mundiais de bacalhau (6,5 kg per-capita).

“O mercado nacional é definido pela sua maturidade. Os portugueses são verdadeiramente exigentes quanto à qualidade do bacalhau e o principal objetivo da nossa marca não podia ser outro que não a procura da melhor qualidade e sabor, aliados à nova conveniência que a Riberalves trouxe para o Bacalhau de Cura Tradicional Portuguesa. A demonstração destes valores acaba por ser o mote para a campanha que agora lançamos: Dona Júlia é a personificação da mais tradicional e exigente consumidora portuguesa, mas não tem como não se render ao Bacalhau Pronto a Cozinhar Riberalves”, explica Marilina Louro, responsável de Marketing da Riberalves.

Rodrigo Rodrigues, Partner e Diretor Estratégico da TORKE CC realça: “É muito importante para a TORKE CC trabalhar marcas nacionais, líderes de mercado, como é o caso da Riberalves. A campanha reforça o compromisso da marca em Portugal, uma vez que o Bacalhau Pronto a Cozinhar se adequa ao estilo de vida, cada vez mais ativo, dos portugueses, indo ao encontro dos consumidores mais exigentes.”

Sobre a Riberalves

A Riberalves é uma empresa 100% nacional, referência Mundial na transformação de bacalhau, produzindo 25 mil toneladas/ano. Fundada em 1985, a Riberalves focou a atividade exclusivamente no sector do bacalhau a partir de 1990, com a inauguração de uma primeira fábrica, em Torres Vedras. A partir de 2003, graças ao investimento numa nova unidade industrial, na Moita, hoje a maior fábrica mundial de transformação de bacalhau, a Riberalves estendeu a capacidade produtiva em 60% e tornou-se referência no desenvolvimento de um novo produto, capaz de responder às novas tendências de consumo: o Bacalhau Pronto a Cozinhar. Com uma faturação a rondar os 145 milhões de euros e exportações que valem 25% das vendas, a Riberalves é referência num grupo que integra ainda as empresas AdegaMãe e Riberalves Imobiliária.