Turistas no Centro de Portugal aumentaram 5% até outubro

• Dormidas registam crescimento superior à média nacional nos primeiros dez meses do ano.

Data: 13/12/2019

O número de turistas na região Centro de Portugal aumentou mais de 5% no período de janeiro a outubro de 2019, em comparação com igual período do ano passado. Os resultados publicados hoje pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) deixam antever que este vai ser o melhor ano de sempre para a atividade turística na região, tanto a nível de hóspedes como de dormidas e de receitas.

O INE mostra que, entre janeiro e outubro, foram contabilizados 3,58 milhões de hóspedes na região, mais 5,17% do que no mesmo período de 2018. No indicador das dormidas, o Centro de Portugal cresceu 4,15% nos primeiros dez meses do ano – acima dos 3,74% de subida da média nacional. Os números são positivos tanto nas dormidas de visitantes nacionais como internacionais: respetivamente, mais 5,23% e mais 2,88%.
Em valores absolutos, contabilizaram-se 6,23 milhões de dormidas entre janeiro e outubro, mais 250 mil do que nos mesmos meses do ano anterior. Uma diferença significativa e que ilustra a contínua progressão da região a nível da procura. De facto, se olharmos ainda mais para trás, verificamos que entre janeiro e outubro de 2014, por exemplo, as dormidas não chegavam aos 4 milhões.

A evolução nas dormidas e nos hóspedes tem reflexos muito animadores nas receitas. Entre janeiro-outubro de 2018 e janeiro-outubro de 2019, há a registar um crescimento de 6,17% nos proveitos totais da atividade turística no Centro de Portugal, que ultrapassaram os 310 milhões de euros. Dados claramente encorajadores para os empresários que investem no turismo da região.

Considerando apenas os dados de outubro, o Centro de Portugal apresenta um acréscimo de 2,3% nas dormidas, de 5% nos hóspedes e de 3,7% nos proveitos, em comparação com o mesmo mês de 2018.

Sobre o Turismo Centro de Portugal:

O Turismo Centro de Portugal é a entidade que estrutura e promove o turismo na Região Centro do país. Esta é a maior e mais diversificada área turística nacional, abrangendo 100 municípios, e tem registado um intenso crescimento da procura interna e externa. É a região a escolher para quem pretende experiências diversificadas, pois concilia locais Património da Humanidade com a melhor costa de surf da Europa, termas e spas idílicos, locais de culto de importância mundial e as mais belas aldeias.