Aldeia Histórica de Sortelha celebra lenda do Beijo sem Fim num dia pleno de emoções

No próximo dia 3 de julho, o Ciclo “12 em Rede | Aldeias em Festa” 2021 vai levar mais vida e animação à Aldeia Histórica de Sortelha. Com a mítica lenda do Beijo sem Fim a servir de mote, será um dia recheado de atividades e surpresas, para habitantes e visitantes da Aldeia Histórica. Devido à pandemia, a participação presencial será limitada, mas a transmissão por livestreaming no Facebook das Aldeias Históricas de Portugal permitirá a todos viver e sentir a festa em Sortelha.

Reza a lenda que, no tempo em que Portugal lutava pela reconquista das Beiras aos mouros, a filha do alcaide de Sortelha ter-se-á apaixonado pelo príncipe mouro. Trocaram mensagens e presentes, até que um dia combinaram encontrar-se. Mas a mãe da donzela, sempre vigilante, decidiu segui-la. Praticante de bruxarias, assim que os dois se beijaram, amaldiçoou-os, transformando-os em pedra. Surgiram, assim, os curiosos penedos de Sortelha, que até hoje são conhecidos como as Pedras do Beijo Eterno.

É esta romântica lenda que inspira o evento do Ciclo “12 em Rede | Aldeias em Festa” 2021, que chega à Aldeia Histórica de Sortelha no próximo dia 3 de julho. Várias atividades, ao longo do dia, evocam a famosa lenda e recordam curiosidades e histórias sobre o povo e a Aldeia Histórica de Sortelha. Haverá, por exemplo, visitas guiadas encenadas, oficinas gastronómicas, um piquenique, entre outras surpresas. O dia terminará em grande, com um concerto de Luísa Sobral, uma das mais conceituadas compositoras e cantoras do atual panorama musical do país.

De destacar também a oficina de bracejo “Conversas entrelaçadas”, que irá decorrer naquele dia, pelas 14h, na Zona da Porta Nova (largo junto ao chafariz). O bracejo é uma planta filiforme que é utilizada, desde os tempos mais remotos, para tecer, de forma entrelaçada, vários objetos de uso doméstico e decorativo, nomeadamente esteiras, cestaria, vassouras, entre outros. É um tipo de artesanato que fazia parte do património cultural de algumas regiões, como o concelho do Sabugal – a que pertence Sortelha -, e atualmente é característico desta Aldeia Histórica.

Devido à pandemia, a participação no evento será limitada e sujeita a inscrição prévia – mas a festa poderá ser sentida e vivida em todo o mundo, via livestreaming, no Facebook das Aldeias Históricas de Portugal.

A inscrição, que é gratuita mas necessária, pode ser feita para a totalidade do evento ou apenas para um momento específico, como um concerto ou uma visita guiada – sendo que o limite de participantes dependerá do espaço e da tipologia de cada atividade. Para se inscrever para o programa da festa na Aldeia Histórica de Sortelha é necessário contactar a Câmara Municipal do Sabugal, através do número 271 750 080,  através do e-mail eventos.sabugal@cm-sabugal.pt , ou as Aldeias Históricas de Portugal, através do número 275 913 395 ou do email inovacao@aldeiashistoricasdeportugal.com

Este evento é promovido pela Associação de Desenvolvimento Turístico Aldeias Históricas de Portugal, numa organização do Município do Sabugal, Junta de Freguesia de Sortelha, Associações e Agentes económicos locais. Uma iniciativa apoiada pelo Centro 2020, Portugal 2020 e Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, através do Programa de Valorização Económica de Recursos Endógenos (PROVERE).

Participe nesta festa e viva grandes emoções na Aldeia Histórica de Sortelha!

Programa do evento e limite de participantes

9h00 -11h00 | Caminhada ‘Conhecer Sortelha a partir do Arrabalde…’
Local:
 Passeio pelo Arrabalde
20 pax máx.
11h00 -12h30 | ‘A Natureza à Mesa’ | Streaming
Criação:
 Chef Rui Cerveira – Casa da Esquila (Casteleiro-Sabugal)
Local: Ruínas da Igreja de Santa Rita
15 pax máx.
14h00- 15h00 | Oficina de bracejo – ‘Conversas entrelaçadas’
Local:
 Zona da Porta Nova (largo junto ao chafariz)
10 pax máx.
15h00 -16h00 | Atelier ‘Histórias Criativas – Vamos fazer o Zé do Feijão’
Criação: Atelier Histórias Criativas
Dinamização: Rita Gomes, Aldeia Histórica de Castelo Novo
Local: Rua da Mesquita (à sombra da Figueira)
10 pax máx. (crianças dos 3 a 12 anos)
16h00 – 17h30 | Piquenique nas ‘sortes’*
Local:
 Recantos da Aldeia
10 kits de piquenique máx (até 4 pax por kit)
* A origem do nome Sortelha poderá estar relacionada com o facto de, na aldeia, apenas existirem pequenas ‘sortes’ (microscópicos quintais)
18h00 – 19h00 | ‘Murmúrios de Paixão’ – percurso encenado
Criação:
 Coruja do Mato, Cooperativa artística; João Reis (ator e encenador natural de Quarta-Feira, Sortelha) e Participação da Comunidade
Local: Pela Aldeia
20 pax máx
19h30 – 21h00| Concerto com Luísa Sobral | Livestreaming
Luísa Sobral
 (voz e guitarra) e Manuel Rocha (guitarra e voz)
Local: Largo do Pelourinho
60 pax máx (40 visitantes/20 residentes)

A festa só acaba em novembro!
O Ciclo “12 em rede – Aldeias em Festa” 2021 só termina em novembro! Depois de Sortelha, a festa segue para Belmonte, a 10 de julho; Almeida, a 17 de julho; Linhares, a 31 de julho; Castelo Rodrigo, a 28 de agosto; Marialva, a 11 de setembro; Piódão, a 25 de setembro; Idanha-a-Velha, a 30 de outubro; e Monsanto, a 6 de novembro.
 

Sobre a rede das Aldeias Históricas de Portugal

Perdidas entre montes e vales da verdejante paisagem do interior de Portugal, repletas de lendas e castelos, sabores e tradições, há 12 singelas aldeias onde apetece perdermo-nos, para nunca mais nos encontrarmos. Almeida, Belmonte, Castelo Mendo, Castelo Novo, Castelo Rodrigo, Idanha-a-Velha, Linhares da Beira, Marialva, Monsanto, Piódão, Sortelha e Trancoso: as Aldeias Históricas de Portugal, um destino que são 12, são paraísos escondidos que nos levam numa viagem ao tempo de reis e rainhas, épicas e infinitas batalhas que escreveram a História como a conhecemos hoje. Viajar até às Aldeias Históricas de Portugal é, assim, descobrir a História de um país de temerários conquistadores, através das pedras das suas calçadas e das suas frondosas muralhas e castelos, orgulhosa e imponentemente erguidos. É, ainda, a garantia de momentos inesquecíveis de lazer, aventura e descoberta, temperados com os inigualáveis aromas e sabores da região, que compõem a sua típica gastronomia. No território das Aldeias Históricas de Portugal há um sem fim de trilhos para caminhadas e percursos de bicicleta e BTT – como a Grande Rota 22 (GR), a maior rota de Walking & Cycling em Portugal, com cerca de 600 km.
As Aldeias Históricas de Portugal são o primeiro destino em rede – à escala mundial –, e o primeiro destino nacional a receber a certificação BIOSPHERE DESTINATION.
A Grande Rota das Aldeias Históricas de Portugal (GR22) é a maior rota europeia para caminhadas com selo Leading Quality Trails – Best of Europe, entregue pela European Ramblers Association (Associação Europeia de Caminhada).