CARLOS QUEIROZ SUPEROU FASQUIA DOS 100 TRIUNFOS AO SERVIÇO DE SELEÇÕES NACIONAIS

Carlos Queiroz: “Parabéns aos jogadores. A evolução do futebol iraniano é muito mais importante do que as minhas vitórias”

O Selecionador Nacional do Irão, Carlos Queiroz, comentou hoje o facto de ter superado a fasquia das 100 vitórias internacionais, ao serviço de Seleções Nacionais. Em conferência de Imprensa realizada em Teerão, antes da partida da equipa iraniana para o Qatar, onde na próxima terça-feira defronta a Venezuela em encontro particular de preparação para a Taça da Ásia (início a 5 de janeiro, nos Emirados Árabes Unidos), Carlos Queiroz foi colocado perante este registo, pela Imprensa local.

“É verdade, parece que ultrapassámos as 100 vitórias ao longo de mais de 180 jogos por diferentes seleções… Não tem sido um percurso fácil, trata-se de algo que me deixa certamente muito orgulhoso e feliz, mas mais importante para mim é referir a forma como estou muito grato ao Irão é à seleção iraniana, pela forma como me ajudaram a alcançar este registo na minha carreira. Este registo só me dá mais motivação e responsabilidade para melhorar todos os dias, para evoluirmos e para podermos alcançar os nossos objetivos na Taça da Ásia que está aí à porta”, afirmou Carlos Queiroz.

“A Taça da Ásia não será fácil, porque teremos grandes adversários, como a Coreia do Sul, Japão, Austrália, Arábia Saudita ou Qatar, mas, como já tive oportunidade de dizer, se sabemos as dificuldades que temos, também sabemos quem somos e o que queremos fazer. Mais importante do que qualquer registo, o que posso dizer é que vou colocar toda a minha experiência ao serviço do futebol iraniano, para que possamos alcançar um lugar de honra na Taça da Ásia”, prosseguiu, para depois terminar: “Em 2011, quando chegámos, parecia o fim do Mundo quando um dos jogadores mais importantes não podia representar seleção. Hoje temos uma equipa consistente, com outra profundidade de soluções em todos os sectores. Portanto, deixem-me virar a questão, para referir que a evolução do futebol iraniano é muito mais importante do que as minhas vitórias. Parabéns aos jogadores e ao futebol iraniano pela fantástica evolução operada nestes anos”.

Carlos Queiroz chegou ao comando da Seleção do Irão em 2011, quando já tinha acumulado 92 jogos no comando de Portugal (49), Emirados Árabes Unidos (19) e África do Sul (24). No Irão, o treinador português somou um total de 90 partidas (55 vitórias, 24 empates e 11 derrotas), qualificando o país para dois inéditos mundiais consecutivos (Brasil 2014 e Rússia 2018) e duas Taças da Ásia (Austrália 2015 e UAE 2019). A vitória número 100 foi alcançada no particular de 16 de outubro último, diante da Bolívia (2-1 em Teerão). Já a 15 de novembro chegou o triunfo 101, frente a Trinidad e Tobago, também em Teerão.

Deixe uma resposta